Mural

Caro escritor ÁLVARO SANTI
Como pesquisador da "Música Regional Gaúcha", li e reli com bastante atenção o seu artigo "Canto Livre? - Nativismo e Poesia na Califórnia". Realmente, o Movimento Nativista veio exercer uma importância fundamental na Música do Rio Grande, mas os que antecederam, pelo pioneirismo, também foram importantíssimos. O caro escritor fala em dois autores de um livro sobre o Pedro Raymundo. Bem poderia ter destacado os seus nomes. Pois, um dos autores, é este que escreve, e o outro é o jornalista Vítor Minas. Achei importante quando disse no final do artigo, que os trabalhos que são poucos sobre a música regional gaúcha, deveriam ser reeditados... Pois, eu pesquiso há 30 anos sobre Pedro Raymundo e os demais cancioneiros do Rio Grande, o que está sendo enfeixado em trabalho sobre PEDRO RAYMUNDO E O CANTO MONARCA - Uma História da Música Regionalista, Nativista e Missioneira. É claro que falo sobre outros estilos. Pois de 1983 para cá, nunca parei de pesquisar. Pedro Raymundo exerceu uma grande importância para a música regional na Era do Rádio,em Porto Alegre, quando o que predominava era a música urbana e a importada. Ele trancou o pé, divulgando o chote, a rancheira, a milonga, o tango, a valsa, a marcha, a toada... E, na própria Califórnia da Canção Nativa, ele deixou raízes. Pois a milonga Recuerdos da 28, dos grandes compositores de Uruguaiana, Kenelmo Amado Alves e Francisco Alves, tem bem o estilo da gaúchada de Pedro Raymundo. O Pedro Raymundo, o Vargas Netto, o Jayme Caetano Braun, fizeram esses registros dos bailes de antigamente. Veja Os Contos Gauchescos, de Simões Lopes Neto ou O Tempo e o Vento, de Érico Veríssimos, eles retratavam uma época. Mas o Pedro Raymundo, também gravou Prenda Minha, em 1945 e Boi Barroso em 1951. Ele tem uma toada QUERENCIA AMADA, muito representativa do Rio Grande do Sul e, igual a essa canção, tem muitas outras. Também o Teixeirinha, o Gildo de Freitas, os Irmãos Bertussi, José Mendes, Ademar Silva e tantos outros, todos seguidores do Pedro Raymundo, hoje são ícones da música regionalista. Veja que hoje Pedro Ortaça, Baitaca e Mano Lima, reúnem multidões em suas apresentações. E o Mano Lima é um seguidor de Pedro Raymundo. Veja que temos os três grandes Estilos: Regionalista, Nativista e Missioneiro, que destaco no meu novo livro. Todos importantíssimos. Temos o gaitaço nos festivais (de MÚSICA NATIVISTA), que são heranças de Pedro Raymundo. Temos os temas sociais, cujo auge foi na década de 1980 nos Festivais. Todos importantíssimos. Gostaria muito de contatar com o caro escritor, pois o seu artigo veio levantar uma tese que muito merece ser melhor descutida. Não estou criticando o amigo, pois num artigo é muito dificil de expressar tudo o que cabe num grande Debate, num Seminário. Mas foi importantíssimo o amigo discorrer sobre o assunto, e o contraponto é indispensável nesse tipo de discussão!
Um grande abraço deste admirador do seu trabalho.
Israel Lopes
Advogado e Pesquisador da Música Regional

ISRAEL LOES - São Borja - RS



Parabéns pelo seu novo livro, mais um filho pronto para enfrentar a vida.Quando Chico Xavier e Divaldo Pereira Franco fizeram a primeira reunião não tenho bem certeza se em Uberaba ou Pedro Leopoldo MG,para explanação do Evangelho Segundo o Espiritismo, foram brindados por uma platéia composta de nenhum participante encarnado o que supostamente seria uma decepção, mas chico na sua imensurável sabedoria e calma lembrou a Divaldo que alí estavam muitas almas já desencarnadas que aguardavam os ensinamentos e que o evangelho deveria ser proferido portanto.Nunca desistiram de novas sessões e como sabemos as próximas foram sempre crescendo e se multiplicando chegando ao extremo de lotar os hotéis por pessoas em busca te tais ensinamentos e consolo.Quero te dizer com isto que ao ouvir o comentário do professor Schiroldt sobre o público que presenciou seu lançamento endosso suas palavras, mas de deixo a esperança do exemplo de Chico , um bom exemplo para nunca desistirmos e continuarmos com muita fé ruma a vitória que nos aguarda .
Um abraço Fraterno !


Adriano Luis Turelli Spezia-Consultor de Vendas Escritor e Acadêmico da Alivat.

Adriano Luis Turelli Spezia - Lajeado RS



Bom! Aportarei por aqui, sempre que der! Abraço

helena - Palhoça



Caro Alvaro.
Guardo vivamente na memória teu Soneto XV, que ainda no primário aprendi. Espantei-me, hoje, relendo-o, em teu site, e ví que linhas subtraí..., ainda que o ensejo de tudo que guardei em memória, tenha sido preservado.
Não te conhecia, confesso, e hoje a curiosidade avivou a pesquisa. Surpreendeu-me tua juventude, face tuas linhas tão clássicas a meu ver. Parabéns meu caro. Fizeste-me mais feliz hoje. Desejo-te sucesso em tua jornada. Me visita, se quiseres, escrevo bobagens, por conta do ócio. wwww.paixaonaotemtempo.zip.net. meu e-mail é rinaldoallen@hotmail.com
grande abraço.

Rinaldo

Rinaldo Allen Chaves - Porto Alegre



Envie seu depoimento

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
 
  

 


BIOGRAFIA | COMPRAR | POESIAS | PROSA | MÚSICA | BIBLIOGRAFIA | VÍDEOS | MURAL | LINKS | CONTATOS
site da Rede Artistas Gaúchos